18/06/2021 às 20:58 Bebê Gestação

8 coisas que toda gestante deveria saber

33
5min de leitura

A gravidez é um momento delicado tanto para a mulher quanto para o bebê e apesar de ser uma das maiores felicidades que uma família pode ter, existem obstáculos e problemas que podem complicar esse período. Entretanto, é possível ter uma gravidez calma, tranquila e segura, basta saber das informações certas para os momentos certos.

Quer saber quais são essas informações que toda gestante deveria saber? No texto abaixo explicaremos 8 coisas fundamentais no período de gestação para todos os envolvidos, leia com atenção e entenda suas importâncias.


Resumo da Postagem:

-- Realize o pré-natal

-- Pratique exercício

-- Alimentos gravídicos

-- Exercite o assoalho pélvico

-- Tome banhos de sol

-- Não esqueça de se alimentar

-- Escolha o tipo ideal de parto para você

-- Registre o crescimento da barriga com fotos


Realize o pré-natal

Muitas mulheres acham chato ir a consultas frequentemente quando supostamente não há nada de errado. Mas é no pré-natal que é avaliada a saúde da mãe e do filho, onde possíveis doenças e anomalias são encontradas e tratadas. Portanto, ir a esse acompanhamento médico é vital para a saúde do bebê e da mãe.

Vale ressaltar que esse procedimento também ajuda em outras atividades, como: esclarece dúvidas do parto, ensina informações básicas da maternidade, tranquiliza a mãe e a família, e discute as melhores opções viáveis para os diversos tratamentos. Isto é, o pré-natal confere qualidade ao período de gestação, acalma a mãe e cuida do feto.


Pratique exercício

A não ser que sua gestação seja de risco, a prática de exercícios é sempre necessária. Estar fisicamente ativa proporciona mais estabilidade emocional, disposição e resistência, requisitos básicos para um parto bem-sucedido. Ou seja, praticar exercícios influencia positivamente o trabalho de parto.

Aliás, esse hábito pode estabilizar o humor e deixar a mãe mais calma, sem contar que há uma possibilidade de esquecer o estresse e a pressão que a situação proporciona.


Alimentos gravídicos


Se o pai do seu filho não quer assumir as responsabilidades parentais, você pode usufruir dos seus direitos como grávida. É necessário entrar com uma ação na justiça e mostrar indícios da paternidade, em seguida o juiz determinará uma pensão mensal de acordo com as necessidades, condições e contexto de cada um.

Esse direito é chamado de alimentos gravídicos, os quais consistem em consultas, exames, medicamentos e qualquer processo relacionado a gravidez, de modo a proporcionar bem-estar e saúde suficiente para a mãe e principalmente para o bebê.


Exercite o assoalho pélvico

Exercitar essa área é tão importante, pois ela sustenta vísceras, músculos e órgãos, e na gravidez ela ainda tem que sustentar o peso a mais do útero e do feto. Portanto, praticar exercícios para o assoalho pélvico ajuda a fortalecer os músculos e relaxar a região, de forma a evitar (ou minimizar) as dores e desconfortos.

Sem contar que exercitar essa região pode ser um ótimo treino para o parto normal, já que estimula a prática de formas e posições para um parto confortável. Já que o corpo tende a ir se acostumando com esses movimentos, muitos dos quais acontecerão no próprio nascimento do feto.


Tome banhos de sol

Tomar sol é a forma mais eficiente de absorver, direto da fonte primária, vitamina D, a qual ajuda tanto na saúde fetal quanto na materna. Essa vitamina ajuda no desenvolvimento do feto e ajuda na amamentação, preparando os seios e incitando as glândulas mamárias.

Mas tome cuidado: pois o horário indicado para absorver essa vitamina sem perigo da exposição solar maléfica é antes das 10 da manhã ou depois das 4 da tarde.


Não esqueça de se alimentar

Muitas mães usam a velha, mas famosa frase: “estou comendo por dois” como justificativa para comer excessivamente. A verdade é que nesse período não se deve comer tanto e tudo, mas montar uma dieta mais saudável e balanceada.

Dessa forma, comendo fibras, vitaminas, proteínas e todos os tipos de ingredientes de forma saudável, o desenvolvimento do bebê será melhor, com menores chances de complicações e doenças. Sem contar que a própria mãe pode se sentir melhor, com mais energia e mais calma.


Escolha o tipo ideal de parto para você

Geralmente o melhor caminho é o parto normal, pois é um meio natural, sem interferência cirúrgica, o qual confere mais estabilidade durante e depois do parto. Mas escolher o parto cesariano é errado? Claro que não, seu corpo e suas necessidades podem não se adaptar ao método natural e assim sendo, é necessário articular as opções viáveis para ver qual se adéqua a seu caso.

Isto é, cada caso tem suas especificidades e particularidades, portanto, cada caso exige um plano de parto diferente. Sendo assim, quando a gestante for no seu pré-natal, ela será analisada e as discussões serão debatidas de modo a achar a melhor opção para seu corpo e para o bebê. Não tente achar respostas do seu problema nos cenários de outros!


Registre o crescimento da barriga com fotos


Quando estamos grávidas queremos logo o nascimento do nosso filho: pensamos em roupas e decorações... mas quando chega a hora, vem a saudade de ver aquela barriga enorme, não é mesmo? Para isso, registrar o crescimento dela é perfeito, principalmente por imagens, porque possibilita guardar aquela memória permanentemente, podendo até fazer parte de um Álbum!

Uma dica, por exemplo, é tirar fotos todo mês e fazer uma edição (caseira ou profissional), mostrando a evolução do crescimento. Aqui pode ser interessante usar itens decorativos para mostrar a proporção, como flores ou brinquedos. Outra ideia é tirar uma foto com a barriga grande e a próxima com o bebê no colo, e realizar um Ensaio Gestante: fica maravilhoso para postar e para guardar como memória.


Nesse texto, explicamos conhecimentos primordiais para ter um período de gestação sem complicações de forma eficiente e simples. Ter uma vida saudável, hábitos relaxantes e discussões importantes realmente faz a diferença na nossa vida! O importante é sempre prezar pela saúde, segurança e conforto das mães e dos fetos. Agora você já sabe o que toda gestante deveria saber!


Gostou desse tema? Confira mais Conteúdos em nosso Blog e continue acompanhando nossas futuras publicações!

18 Jun 2021

8 coisas que toda gestante deveria saber

Comentar
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL

Quem viu também curtiu

19 de Jun de 2021

23 Dicas para um Ensaio Gestante inesquecível!

13 de Ago de 2021

Dicas para fazer uma Criança Sorrir na hora das Fotos

13 de Ago de 2021

Nova onda do Momento: CHÁ REVELAÇÃO

Chame a Carol e Responda as Perguntas para iniciar o Atendimento❗
Logo do Whatsapp